Cinema Nacional pra ver e amar

Categoria Entretenimento , 8 de fevereiro de 2018, por Wanila Goularte

Você pode não acreditar, mas nem só de comédias sem graça com Leandro Hassum vive o cinema brasileiro. Tem muita coisa boa que eu só descobri depois de começar a namorar o Lorram, que não gosta muito de ver filmes internacionais. Eu já não sou muito de filmes, mas desde então sempre que vamos escolher algo para assistir acabamos no cinema nacional, e desde então tivemos muitas surpresas: boas e ruins, claro. Hoje vim falar um pouco de alguns filmes que assistimos e que você deveria dar uma chance.

 

 

VIPS

 

 

O ano é 2001. Marcelo Nascimento Rocha se passa por filho do dono da companhia aerea Gol e engana Amauri Júnior, e de quebra todo mundo que assistia o programa naquela noite. Esse filme é sensacional porque por mais que pareça absurdo, é baseado na história real da vida de Marcelo, um dos golpistas mais famosos do Brasil. O cara já se passou por guitarrista do Engenheiros do Hawai, representante do PCC dentro da cadeia e muito mais. No filme ele é interpretado por ninguém menos que Wager Moura, então vocês já sabem o que esperar. O documentário sobre a vida dele é mais completo e também genial, chamado Vips – histórias reais de um mentiroso. Ambos disponíveis na Netflix (filme e documentário).

 

ALEMÃO

 

 

O filme conta a história de cinco policiais escondidos no Complexo do Alemão, pouco antes da maior guerra contra o tráfico que o Brasil já viu. É daqueles filmes de roer as unhas, por mais que o fim seja bem previsível. O medo, a favela, a realidade, a corrupção, o tráfico. Tem cenas bem exageradas, mas ainda assim vale a pena.

 

ENTRE NÓS

 

 

Brasil também faz filme meio indie, meus caros. Entre nós contra a história de sete amigos que se encontram num sítio pra comemorar o lançamento do livro de um deles e deixam cartas para serem abertas 10 anos depois. Porém a viagem se torna uma tragédia após a morte de um deles. Mesmo assim, eles voltam depois de 10 anos e alguns segredos são revelados. Assim, não é um filme sensacional, mas quem curte esse estilo com certeza vai gostar. A fotografia é maravilhosa.

 

MUNDO CÃO

 

 

Eu fico meio sem palavras pra esse filme, que é foda, mas me irritou muito. Lázaro Ramos é o ator principal, ao lado de Adriana Estevez e Babu Santada, todos incríveis. No filme, os cachorros do personagem do Lázaro são capturados pela carrocinha e acabam sendo sacrificados por Santana. Porém, o dono dos cães logo descobre e decide se vingar. É bizzaro, chega a ser engraçado, mas o fim me fez querer matar quem escreveu o roteiro. É bem surpreendente e nada clichê, vale o play. Tá na Netlix também.

 

BINGO, O REI DAS MANHÃS

 

 

Esse foi o último que assistimos e foi sensacional. O filme conta a história de Augusto Mendes (na vida real Arlindo Barreto), o primeiro brasileiro a interpretar o palhaço Bingo (na vida real, o Bozo) na TV. Vladimir Brichta é sensacional e conseguiu me emocionar, o quão difícil pode ser saber que você é um profissional foda e não poder mostrar isso para o mundo? O filme trata desse conflito e de como Augusto lidou com isso. É uma ótima história que vale muito a pena.

 

O MATADOR

 

 

Esse eu tive que deixar por último porque foi provavelmente o meu preferido de todos, falei aqui que tinha assistido. É uma mistura de faroeste com cangaço, é surpreendente e imprevisível. O filme conta a história de Cabeleira, um matador que foi criado por um cangaceiro chamado Sete Orelhas, e que até o sumiço desse “pai”, não conhecia nada além de um pequeno barraco. Ele vai para a civilização atrás de Sete Orelhas e acaba descobrindo todo um novo mundo, e essa é a história que acompanhamos. É genial, tem uma fotografia foda e o fim é maravilhoso. Vale MUITO a pena e tem sim na Netflix, inclusive é produção da mesma.

 

Se você é do clube de pessoas que acha que Cinema brasileiro não presta, tire um tempinho pra ver esses filmes e depois vem cá contar pra gente o que você achou!

Formada em Marketing, apaixonada por fotografia, se amarra em design, maratona séries, engole livros e ama a blogosfera. As vezes tenta gravar uns vídeos também.

3 COMENTÁRIOS

  1. 8 de fevereiro de 2018 às 21:26

    http://www.nyrdagurblog.com/

    Ahhhh, muito obrigada por esse post, Wan! <3
    Sério! Eu sempre fui dessas que torcia (ainda torço vai) o nariz quando se trata de cinema brasileiro. Mas eu sei que preciso corrigir esse erro e assistir mais filmes brasileiros.. eu não conhecia nenhum desses da lista e fiquei muito tentada pra ver todos. Bom saber dos que tem na Netflix também!
    Vou me basear nessa tua lista e ter ela como meta pra este ano e assistir todos! haha
    Beijos :*

  2. 9 de fevereiro de 2018 às 09:46

    http://www.patriciasilvaneto.com.br

    Eu concordo contigo que o cinema nacional é muito pouco valorizado e que a gente ainda tem muito que vencer nosso preconceito pra poder apreciar o que há de bom por aqui. Há muitos anos eu li o livro que contava a história desse cara que se passava pelo filho do dono da gol!!!!!!!!! Não sabia que tinha filme, fiquei curiosa e vou assistir!

    Beijocas

  3. 9 de fevereiro de 2018 às 12:24

    http://naomemandeflores.com

    Oi Wanila! Eu sou doida para assistir O Matador. Tentei assistir no cinema, mas parece que ele ficou 5 minutos em cartaz e acabei não conseguindo. Vou correr atrás dele.

    O Bingo eu não assisti por puro preconceito. Achei que era mais uma daquelas comédias nacionais sem graça, mas parece que não né? Li muitas críticas positivas, o que me deu uma animada para assistir. E agora a sua resenha. Já quero assistir!

    Beijo, beijo :*

COMENTE